Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Girl Lifestyle

Blog pessoal * DP

Girl Lifestyle

Blog pessoal * DP

A visitar, com certeza! #1

Évora

Évora é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Évora, do Alto Alentejo e sub-região do Alentejo Central, com 49 252 habitantes (2011). Évora é a única cidade portuguesa membro da Rede de Cidades europeias mais antigas. É sede do quinto município mais extenso de Portugal, com 1 307,08 km² de área e 56 596 habitantes (2011), subdividido em 12 freguesias.

1024px-Evora-RomanTemple.jpg

Évora esta na lista das cidades portuguesas que (ainda) não conheço e tenho muita curiosidade de visitar.

Para mim e para quem pretender fazê-lo, aqui está uma lista de locais a não perder:

 

Arquitectura religiosa 

Templo Romano de Évora ou Templo de Diana

Este é um dos marcos da cidade e um dos principais símbolos da ocupação romana de Portugal. O templo foi originalmente construído no século I d.C. para servir de local de culto ao imperador Augusto e ainda conserva 14 das suas colunas. Reza a história que foi erigido em honra de Diana, a deusa romana da caça, daí ser conhecido como Templo de Diana.

 

Sé Catedral

Fundada em inícios do século XII, esta é a maior catedral medieval do país. É constituída por uma estrutura semelhante a uma fortaleza, construída em estilo Gótico Primitivo. A fachada é dominada por duas torres assimétricas, flanqueadas por uma passagem que exibe as figuras dos doze apóstolos – obras-primas da escultura gótica portuguesa.

 

Convento do Calvário

Este convento foi fundado no século XVI pela Princesa Maria, filha do rei D. Manuel I. A sua característica mais notória é a fachada maciça. Pertenceu à Ordem de Santa Clara, ou das Irmãs Clarissas, onde as freiras viviam em extrema pobreza e por vezes passavam tanta fome que eram forçadas a tocar o Sino da Fome apelando à ajuda do povo eborense. A sua arquitectura original mantém-se praticamente intacta.

 

Capela dos Ossos

Esta intrigante capela faz parte da Igreja Real de São Francisco. As suas paredes estão cobertas com ossadas e crânios humanos cuidadosamente dispostos. Se for sensível, é melhor pensar duas vezes antes de passar a arcada onde se lê “Nós, ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”. Foi construída no século XVI por um monge franciscano que pretendia transmitir a mensagem de que a vida é apenas uma mera passagem para o Céu ou para o Inferno.

 

Convento de Santa Clara

Este belo convento das Irmãs Clarissas foi fundado no século XVI. A igreja está coberta por talha dourada do século XVIII e azulejos azuis, e as paredes exibem belos murais. A sua igreja com um elegante campanário merece uma visita.

 

Locais históricos

 Aqueduto Água de Prata

Este é um dos monumentos mais emblemáticos de Évora. Trata-se de uma obra-prima de engenharia que remonta ao século XVI e é um dos maiores aquedutos de Portugal. Trazia água das nascentes de Graça do Divor, a 18 km de distância, até ao centro da cidade.

 

Paço dos Duques de Cadaval

No Templo de Diana poderá ver parte do Paço dos Duques de Cadaval. No século XIV, o rei D. João I ofereceu este palácio à família nobre dos Cadavais. Faz parte das fortificações medievais da cidade e também é conhecido por Palácio das Cinco Quinas, devendo o seu nome à forma pentagonal da torre norte. Exibe uma combinação de estilos Mudéjar, Gótico e Manuelino.

 

Locais a visitar perto de Évora 

Locais arqueológicos

 

Gruta do Escoural – Montemor-o-Novo

As famosas pinturas paleolíticas desta gruta situada nos arredores de Évora são uma importante referência para os arqueólogos e especialistas. Esta espectacular obra humana e da natureza foi descoberta em 1963 e posteriormente classificada como Monumento Nacional.

 

Menir de Courela da Casa Nova / Menir de Courela do Guita – Montemor-o-Novo

Nas imediações de Évora, na estrada entre Montemor-o-Novo e Vendas Novas, existe um enorme menir que remonta a 6000 a.C. Esta grande pedra erecta mede 2,70 metros e foi descoberta na década de 1970.

 

Conjunto Megalítico do Olival da Pega (Olival da Pega Megalithic Ruins) – Reguengos de Monsaraz

Investigações recentes concluíram que este monumento megalítico do IV e III milénios a.C. faz parte de um conjunto mais extenso de dólmenes. Os inúmeros sepulcros encontrados junto a esta estrutura evidenciam a sua importância e indicam que estes dólmenes terão sido uma importante necrópole para as civilizações da época.

 

Rocha dos Namorados – Reguengos de Monsaraz

Este monumento megalítico com a forma de um cogumelo tem 2 metros de altura. É conhecida como a rocha da fertilidade ou dos namorados graças a uma antiga tradição pagã que se mantém até hoje, em que as raparigas solteiras lançam pedras a este menir numa tentativa de as fazer aterrar no cimo. Cada tentativa falhada representa o número de anos que a jovem tem de esperar até se casar.

 

Locais históricos 

Porta da Vila – Reguengos de Monsaraz

Esta pequena porta em arco é o principal acesso para a vila de Reguengos de Monsaraz. Na parte interna da porta existem duas marcas que indicam que outrora existiu um mercado têxtil no local. Sobre o arco da porta encontra-se uma tabuleta em mármore que celebra a consagração do rei D. João IV à Imaculada Conceição.

 

Paço Ducal de Vila Viçosa – Vila Viçosa

Este Paço foi construído no século XV e serviu de refúgio à família real portuguesa até ao século XVII. A família real vinha até aqui para descansar, sobretudo no Verão, e foi daí que o último rei de Portugal, D. Carlos I, partiu antes de ser assassinado em Lisboa. As suas características arquitectónicas mais notórias são de estilo Mudéjar, Neoclássico, Manuelino e Barroco. Trata-se de uma paragem obrigatória para quem visita Évora.

 

Núcleo Museológico do Convento de São Domingos – Montemor-o-Novo

Este complexo museológico está situado no interior do Convento Dominicano, fundado em finais do século XVI. A igreja está revestida por azulejos azuis portugueses e o museu expõe objectos arqueológicos e arte sacra.

 

Castelo de Estremoz – Estremoz

No cimo da colina de Estremoz encontrará o castelo medieval, que exibe uma combinação de estilos Gótico, Moderno e Neoclássico. No lado sul encontra-se a torre de menagem, decorada com três balcões ameados semelhantes a três coroas. Foi construído para defender esta zona do Alentejo e também é conhecido por ser o local onde a Rainha Santa Isabel faleceu em 1336.

 

 Fonte: http://www.portugal-live.net/P/places/evora.html

 

Dora Pinto

 

2 comentários

Comentar post